Como os mecanismos de rastreabilidade ajudam o pecuarista no dia a dia com o rebanho Como os mecanismos de rastreabilidade ajudam o pecuarista no dia a dia com o rebanho : Allflex Brasil

Como os mecanismos de rastreabilidade ajudam o pecuarista no dia a dia com o rebanho

A identificação proporciona uma gestão eficiente do rebanho e possibilita ter rastreabilidade, uma exigência cada vez maior do mercado.

Como os mecanismos de rastreabilidade ajudam o pecuarista no dia a dia com o rebanho

A identificação proporciona uma gestão eficiente do rebanho e possibilita ter rastreabilidade, uma exigência cada vez maior do mercado. Com a rastreabilidade, o consumidor pode conhecer os detalhes de cada etapa envolvida na obtenção dos produtos, desde a origem das matérias-primas até os insumos utilizados, e identificar os possíveis riscos.

Os animais são identificados individualmente com o uso de aplicador de brincos. A automatização da coleta de dados para manejo de animais a campo pode ser realizada por Identificação Eletrônica (brinco eletrônico).

A implementação de um sistema de identificação eletrônica deve ser feita em conjunto com um sistema de gerenciamento. Alguns softwares de gerenciamento são capazes de receber dados diretamente dos leitores de radiofrequência, dando acesso em tempo real aos dados de cada animal. Além disso, em certos casos, o computador pode ser substituído por uma balança eletrônica, que armazenará os pesos dos animais juntamente com seus números e, em alguns casos, permitir o registro de dados zootécnicos dos animais.

O resultado é imediato, pois com a identificação individual e coleta de dados o produtor poderá tomar decisões de maneira mais assertiva.

Uruguai: um case de sucesso

No Uruguai, a rastreabilidade fortaleceu o crescimento nas exportações. Em 2019, a receita total das exportações do setor de carnes no Uruguai foi de U$ 2,193 milhões, o maior valor histórico registrado, que mostra um crescimento de 8,8% em relação a 2018, no qual a carne bovina representou 83,4 % da receita. O Uruguai tem acesso aos principais mercados importadores de carne bovina, incluindo Estados Unidos, toda a União Europeia, Japão, Coreia do Sul e Canadá.

O sistema de rastreabilidade tem sido uma ferramenta valiosa para melhorar a eficiência da produção, o estado sanitário e a transparência da atividade no Uruguai.

No caso da China, o país começou a exigir o sistema de rastreabilidade animal de seus compradores, com base na experiência uruguaia, pois enxerga o sistema tecnológico como referência em segurança alimentar.

O sistema permite que informações relevantes para os consumidores sejam acopladas aos produtos de carne exportados por meio de aplicativos móveis, a fim de garantir tudo o que é valorizado na decisão de compra: garantia de origem, autenticidade, especificações do produto e controle de processos, entre outros. E isso é uma enorme vantagem.

A rastreabilidade, que gera um esforço adicional na cadeia público-privada, permite, entre outros atributos do sistema de produção local, uma posição importante nos mercados internacionais.

    Gostaríamos de manter contato com você para oferecer ofertas e informações exclusivas da Allflex, por e-mail ou telefone. Ao clicar na caixa abaixo, você concorda em fornecer os dados pessoais deste formulário para a Allflex Livestock Intelligence e suas empresas relacionadas, para fornecer material de marketing que você concordou em receber, de acordo com nossa política de proteção de dados.

    A Allflex Livestock Intelligence é uma marca da MSD Animal Health, uma divisão Merck & Co., Inc., e as comunicações de marketing serão enviadas por entidades envolvidas nas operações de Saúde Animal da MSD. Você pode remover seu consentimento a qualquer momento, entrando em contato conosco no seguinte endereço de e-mail: dataprivacy@allflex.global

    [contact-form-7 404 "Not Found"]